07 março 2023

iii-Brasil: Presença militar na política chama atenção da imprensa estrangeira

Em semana de baixa visibilidade internacional do país, reportagens destacaram a relação das Forças Armadas com o governo e as mudanças geradas pela troca de presidentes Por Daniel Buarque e Fabiana Mariutti* iii-Brasil – de 27/02 a 5/3/2023 Visibilidade: 49 reportagens em 7 veículos analisados Classificação das notícias: 56% Neutras 22% Negativas 22% Positivas As […]

Em semana de baixa visibilidade internacional do país, reportagens destacaram a relação das Forças Armadas com o governo e as mudanças geradas pela troca de presidentes

Por Daniel Buarque e Fabiana Mariutti*

iii-Brasil – de 27/02 a 5/3/2023

Visibilidade: 49 reportagens em 7 veículos analisados

Classificação das notícias:

56% Neutras

22% Negativas

22% Positivas

As relações das Forças Armadas com a política brasileira receberam atenção da imprensa estrangeira ao longo da última semana, com a publicação de reportagens sobre diferentes aspectos da presença militar no poder. 

No total, foram registrados na primeira semana de março 49 textos com menção ao Brasil nos sete veículos analisados, volume abaixo da média semanal do Índice de Interesse Internacional (iii-Brasil). A maior proporção dos textos teve tom neutro (56%), o volume de menções positivas e o percentual dos textos com tom negativo foi de 22%, cada. 

https://interessenacional.com.br/edicoes-posts/entenda-como-funciona-o-indice-de-interesse-internacional-monitoramento-de-noticias-sobre-o-brasil-no-exterior/

A revelação de uma gravação do chefe do Exército brasileiro, general Tomás Paiva, após a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva foi um dos principais destaques da imprensa internacional na última semana. 

O jornal português Público noticiou o caso e ressaltou a declaração de que os militares não teriam condição de dar um golpe de Estado, mesmo que quisessem. O jornal espanhol El País publicou um artigo de opinião sobre as relações do ex-presidente com os militares. O texto destaca que a gravação revelou oficialmente a preferência das Forças Armadas pelo ex-governante nas eleições do ano passado.

A questão dos militares na política brasileira apareceu também na cobertura sobre a decisão do governo Lula de retirar a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) da Comissão Geral de Investigação (GSI). Segundo o Clarín, a medida reduz a força dos militares no governo em resposta às manifestações golpistas de 8 de janeiro.

No Público, teve destaque a decisão do STF de que militares envolvidos na invasão da sede dos três poderes em Brasília não serão julgados por tribunal militar, mas pela justiça civil.

Também teve destaque na mídia estrangeira a notícia sobre a tentativa do governo de Bolsonaro de trazer ilegalmente ao país joias recebidas da Arábia Saudita. Segundo o Público, as jóias seriam entregues à ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro. O jornal argentino Clarín indicou que a tentativa de trazer as joias é vista como tentativa de corrupção do governo anterior.

Outro assunto negativo para a imagem do Brasil, reincidente em várias notícias de semanas anteriores quanto as questões de práticas ilegais nas terras da Amazônia  – O jornal espanhol El País reporta o desafio do governo Lula em lidar com uma cidade que vive às custas da mineração clandestina de ouro desde a década de 70, localizada próxima ao rio Tapajós.

O Público traz uma crônica de teor positivo com tom feminista contemporâneo para a reputação do Brasil sobre um estereótipo enviesado da pseudo-relação, na maioria das vezes, entre a fantasia usada e o comportamento pretendido da mulher brasileira durante o carnaval, intitulado Mulheres com menos roupa — e com mais respeito. 

Retrospectiva 

Desde o início de abril de 2022, o iii-Brasil coletou e analisou em média 72 reportagens por semana com menções de destaque ao país nos sete veículos de imprensa analisados. 

Ao longo do levantamento das últimas 47 semanas, o iii-Brasil registrou em média 49% de reportagens de tom neutro, 35% de menções com tom negativo e 16% de textos positivos sobre o país. 


*Daniel Buarque é editor-executivo do Interesse Nacional, doutor em relações internacionais pelo programa de PhD conjunto do King’s College London (KCL) e do IRI/USP. É jornalista, tem mestrado em Brazil in Global Perspective pelo KCL e é autor dos livros “Brazil, um país do presente” (Alameda) e “O Brazil É um País Sério?” (Pioneira).

Fabiana Mariutti atua como pesquisadora, professora universitária e consultora; obteve pós-doutorado, doutorado e mestrado em Administração e bacharel em Comunicação Social. Estuda a imagem, reputação e marca Brasil desde 2010. Autora dos livros: “Country Reputation: The Case of Brazil in the United Kingdom: Four Stakeholders’ Perspectives on Brazil’s Brand Image(2017) e Country Brand Identity: Communication of the Brazil Brand in the United States of America (2013).


O Índice de Interesse Internacional (iii-Brasil) é uma análise da imagem do país realizada a partir de um levantamento sistemático de dados sobre notícias que mencionam o Brasil a cada semana em sete publicações internacionais, selecionadas como representativas da imprensa internacional por serem reconhecidas internacionalmente como “newspapers of record”. São elas: The Guardian (Reino Unido), The New York Times (Estados Unidos), El País (Espanha), Le Monde (França), Clarín (Argentina), Público (Portugal) e China Daily (China).

Artigos e comentários de autores convidados não refletem, necessariamente, a opinião da revista Interesse Nacional

Cadastre-se para receber nossa Newsletter