[stock-market-ticker symbols="AAPL;MSFT;GOOG;HPQ;^SPX;^DJI;LSE:BAG" stockExchange="NYSENasdaq" width="100%" palette="financial-light"]

A nossa extrema-direita – e as deles

O sociólogo Demétrio Magnoli lembra em seu artigo que o triunfo eleitoral de Donald Trump ativou alarmes globais ao sinalizar que “as democracias ocidentais enfrentavam o desafio da ascensão do populismo de direita”. A vitória de Jair Bolsonaro significou a inserção do Brasil nessa tendência. Embora o bolsonarismo articule-se politicamente com correntes internacionais da extrema-direita, suas raízes ideológicas não são similares às correntes internacionais: “O bolsonarismo não é mera expressão nacional das ideias que movem o populismo de direita nos EUA ou na Europa”, pondera.