[stock-market-ticker symbols="AAPL;MSFT;GOOG;HPQ;^SPX;^DJI;LSE:BAG" stockExchange="NYSENasdaq" width="100%" palette="financial-light"]

in news

iii-Brasil: Meio ambiente e Amazônia se mantêm como principais temas de atenção internacional sobre o país

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Em semana com baixa visibilidade do país na imprensa estrangeira, temas ligados a questões ambientais se destacaram com tom negativo ao tratar do Brasil

Por Daniel Buarque e Fabiana Mariutti*

iii-Brasil – de 11 a 17/12 de 2023

Visibilidade: 32 reportagens em 7 veículos analisados

Classificação das notícias:

53% Neutras

31% Negativas

16% Positivas

Mesmo depois do fim da COP-28, diferentes temas relacionados ao meio ambiente e à Amazônia continuaram sendo o principal foco de atenção da imprensa estrangeira ao tratar do Brasil na última semana. Não houve um único assunto que tenha sido tratado pelos veículos de mídia analisados, mas é possível perceber a tendência temática na cobertura do país.

No total, foram registrados na segunda semana completa de dezembro 32 textos com menção ao Brasil nos sete veículos analisados, volume muito abaixo da média semanal do Índice de Interesse Internacional (iii-Brasil). A maior proporção dos textos teve tom neutro, atingindo 53% da cobertura sobre o país. As menções negativas foram 31%, e as positivas foram 16%. 

Um dos principais destaques da imprensa internacional, com tom bem negativo, foi a única reportagem publicada pelo jornal americano The New York Times no período, que tratou da votação que derrubou o veto presidencial ao marco temporal das terras indígenas. “Congresso brasileiro enfraquece proteção às terras indígenas, desafiando Lula”, diz o título do texto. “Enquanto o Brasil promete combater as mudanças climáticas, os legisladores aprovaram uma lei que torna mais difícil para as tribos indígenas bloquear o desmatamento, anulando o veto do presidente”.

No jornal espanhol El País, o foco voltou a ser a percepção de incongruência entre as promessas brasileiras de combater o aquecimento global e a aposta do governo em maior desenvolvimento relacionado a combustíveis fósseis. “Entrada do Brasil na OPEP como observador põe em dúvida compromisso de Lula com a crise climática. A semiestatal Petrobras vai leiloar 603 blocos de petróleo, enquanto o presidente defende a adesão como forma de convencer os países produtores a abandonarem os combustíveis fósseis”, avalia.

A exploração de combustíveis fósseis também foi criticada pelo português Público, que chamou a venda de “Leilão do fim do mundo”. “Só as emissões de gases com efeito de estufa da extração de combustíveis fósseis nestes novos locais serão equivalentes ao que o Brasil prevê emitir em 2030”, diz. 

Outra reportagem aborda a gripe aviária que matou mais de 900 focas e leões-marinhos no estado do Rio Grande do Sul, em que “Carcaças precisam de ser enterradas ou incineradas o mais rápido possível para reduzir o risco de contaminação de humanos e de outros animais”. Os mamíferos marinhos começaram a ser contaminados no Peru, circulando pelo continente sul-americano, no Chile, na Argentina e no Uruguai.

Retrospectiva 

Desde o início de abril de 2022, o iii-Brasil coletou e analisou em média 62 reportagens por semana com menções de destaque ao país nos sete veículos de imprensa analisados. 

Ao longo do levantamento, o iii-Brasil registrou em média 50% de reportagens de tom neutro, 30% de menções com tom negativo e 20% de textos positivos sobre o país. 


*Daniel Buarque é editor-executivo do Interesse Nacional, pesquisador do pós-doutorado do IRI-USP, doutor em relações internacionais pelo programa de PhD conjunto do King’s College London (KCL) e do IRI/USP. É jornalista, tem mestrado em Brazil in Global Perspective pelo KCL e é autor dos livros “Brazil, um país do presente” (Alameda) e “O Brazil É um País Sério?” (Pioneira).
Fabiana Mariutti atua como pesquisadora, professora universitária e consultora; obteve pós-doutorado, doutorado e mestrado em Administração e bacharel em Comunicação Social. Estuda a imagem, reputação e marca Brasil desde 2010. Interesse nas áreas de Place Branding e Public Diplomacy. Autora dos livros: “Country Reputation: The Case of Brazil in the United Kingdom: Four Stakeholders’ Perspectives on Brazil’s Brand Image(2017) e Country Brand Identity: Communication of the Brazil Brand in the United States of America (2013).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

newsletter

Receba as últimas atualizações

Inscreva-se em nossa newsletter

Sem spam, notificações apenas sobre novas atualizações.

Última edição

Categorias

Estamos nas Redes

Populares