[stock-market-ticker symbols="AAPL;MSFT;GOOG;HPQ;^SPX;^DJI;LSE:BAG" stockExchange="NYSENasdaq" width="100%" palette="financial-light"]

in news

Notas de interesse de 30 de maio de 2022 –Inflação na produção de grãos, novos cardeais brasileiros, trabaho escravo da VW e mais

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email
Share on print

Uma seleção das principais notícias que interessam ao posicionamento internacional do Brasil na imprensa nacional e na mídia estrangeira.

Produção de soja em João Ramalho, SP (Gilberto Marques/A2img)

Inflação – Safra de grãos será a mais cara da história. Fertilizante, defensivo e óleo diesel são os vilões dos custos de produção da próxima safra e devem encarecer em 45% o plantio da soja e em quase 50% o do milho no País. Nas contas da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), o gasto médio no País para produzir um hectare este ano deve crescer 45% para a soja e aumentar quase 50% para o milho em relação ao anterior. “Pode ser que o custo seja ainda maior”, frisa Maciel Silva, coordenador de Produção Agrícola da CNA. Neste momento, nem todos os insumos foram comprados e, portanto, estão sujeitos a altas de preços (Estadão).

Igreja católica – O papa Francisco anunciou a escolha de 21 novos cardeais, decisão que mostra o pontífice colocando suas marcas outra vez no futuro do catolicismo. Dos 21 selecionados, 16 têm menos de 80 anos, o que os torna elegíveis para participar do próximo conclave que vai determinar o sucessor de Francisco após a morte ou a renúncia dele. A lista do argentino inclui dois brasileiros: o catarinense Leonardo Ulrich Steiner, 71, arcebispo de Manaus, e o fluminense Paulo Cezar Costa, 54, arcebispo de Brasília (Folha).

Trabalho escravo na ditadura – Nelson de Sá: Jornal e TV alemães destacam ‘escravidão’ da VW no Brasil, na ditadura. Montadora é investigada por crimes numa fazenda de gado que manteve perto da região amazônica, entre 1974 e 1986. O Süddeutsche Zeitung, em manchete neste domingo, e a rede alemã ARD tiveram acesso a 2.000 páginas da investigação brasileira sobre uma fazenda da Volkswagen próxima à Amazônia, entre 1974 e 1986, que manteve funcionários supostamente como “escravos” (Folha).

Antonio Augusto Cançado Trindade – Morreu, aos 74 anos, um dos principais nomes do direito internacional no Brasil, o professor e juiz na Corte Internacional de Justiça Antonio Augusto Cançado Trindade. Referência no campo do direito internacional e Direitos Humanos, Cançado Trindade foi juiz e presidente da Corte Interamericana de Direitos Humanos, membro da Corte Permanente de Arbitragem e primeiro brasileiro eleito em dois mandatos pelas Nações Unidas na Corte Internacional de Justiça, tribunal da ONU que julga disputas entre Estados, com sede em Haia (O Globo).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

newsletter

Receba as últimas atualizações

Inscreva-se em nossa newsletter

Sem spam, notificações apenas sobre novas atualizações.

Última edição

Categorias

Estamos nas Redes

Populares