Mathias Alencastro: Nova ‘onda rosa’ na América Latina depende do Brasil para se consolidar

Eleições no Chile, no México, na Argentina e na Bolívia alimentam percepção de crescimento da esquerda na região, mas movimento só vai ter relevância se o Brasil também eleger um governo de esquerda