12 março 2024

Pautas ambientais voltam a ser foco da visibilidade internacional do país

Reportagens sobre diferentes temas ligados ao ambiente tiveram destaque na mídia estrangeira com enfoque negativo

Reportagens sobre diferentes temas ligados ao ambiente tiveram destaque na mídia estrangeira com enfoque negativo

Por Daniel Buarque e Fabiana Mariutti*

iii-Brasil – de 4 a 10/3 de 2024

Visibilidade: 37 reportagens em 7 veículos analisados

Classificação das notícias:

49% Neutras

35% Negativas

16% Positivas

A questão ambiental é um dos temas relacionados ao Brasil que costuma ter mais destaque no exterior. Ao longo da última semana, o noticiário sobre o país foi difuso e com muitos temas, mas este voltou a ser um assunto central da imprensa estrangeira ao tratar do Brasil, com enfoques variados e um tom majoritariamente negativo.

No total, foram registrados na primeira semana completa de março 37 textos com menção ao Brasil nos sete veículos analisados, volume abaixo da média semanal do Índice de Interesse Internacional (iii-Brasil). A maior proporção dos textos teve tom neutro, atingindo 49% da cobertura sobre o país. As menções negativas foram 35%, e as positivas apenas 16%. 

Em um dos principais destaques, o jornal americano The New York Times publicou reportagem explicando que as chuvas são escassas na Amazônia, o que faz com que sejam registrados “megaincêndios” na região. “Centenas de quilômetros quadrados de floresta tropical foram queimados enquanto os países da região lutam contra um número recorde de incêndios alimentados por condições climáticas extremas”, diz o texto.

A Amazônia também foi tema de reportagem do espanhol El País, que tratou da visita do presidente da Espanha, Pedro Sánchez, ao Memorial dos Povos Indígenas, em Brasília, para “ouvir em primeira mão os anseios e demandas deste grupo que representa menos de 1% da população, mas desempenha um papel crucial na proteção da floresta tropical e, assim, mitigar das mudanças climáticas”, diz. “Líderes indígenas do Brasil pedem apoio ao presidente Pedro Sánchez para proteger suas terras e meio ambiente”, explica.

O francês Le Monde, por outro lado, focou na região Nordeste ao abordar problemas encontrados na produção de energia eólica no país. “Por falta de regulamentação adequada, este rápido desenvolvimento está na origem de uma série de danos ambientais e sociais”, explica.

Um outro tema publicado pelo El País, com conotação negativa sobre o Brasil, como aos demais países da América Latina, tratou das desigualdades latino-americanas, as quais não são tão previsíveis, estáticas ou uniformes como muitos acreditam, pois as tentativas para as soluções tradicionais e atuais das lacunas sociais e econômicas não são suficientes: “…o fosso entre ricos e pobres foram insuficientes e o progresso ficou paralisado. Os governos necessitam urgentemente de informações que demonstrem melhor como resolver este problema de longa data”.

Retrospectiva 

Desde o início de abril de 2022, o iii-Brasil coletou e analisou em média 59 reportagens por semana com menções de destaque ao país nos sete veículos de imprensa analisados. 

Ao longo do levantamento, o iii-Brasil registrou em média 50% de reportagens de tom neutro, 30% de menções com tom negativo e 20% de textos positivos sobre o país. 


*Daniel Buarque é pesquisador no pós-doutorado do Instituto de Relações Internacionais da USP (ISI/USP), doutor em relações internacionais pelo programa de PhD conjunto do King’s College London (KCL) e do IRI/USP. Jornalista, tem mestrado em Brazil in Global Perspective pelo KCL e é autor de livros como Brazil’s international status and recognition as an emerging power: inconsistencies and complexities (Palgrave Macmillan), Brazil, um país do presente (Alameda Editorial) e O Brazil é um país sério? (Pioneira). É editor-executivo do portal Interesse Nacional.

Leia mais artigos de Daniel Buarque

Fabiana Mariutti atua como pesquisadora, professora universitária e consultora; obteve pós-doutorado, doutorado e mestrado em Administração e bacharel em Comunicação Social. Estuda a imagem, reputação e marca Brasil desde 2010. Interesse nas áreas de Place Branding e Public Diplomacy. Nomeada Place Brand Expert pelo The Place Brand Observer. Autora dos livros: “Country Reputation: The Case of Brazil in the United Kingdom: Four Stakeholders’ Perspectives on Brazil’s Brand Image(2017) e Country Brand Identity: Communication of the Brazil Brand in the United States of America (2013).


O Índice de Interesse Internacional (iii-Brasil) é uma análise da imagem do país realizada a partir de um levantamento sistemático de dados sobre notícias que mencionam o Brasil a cada semana em sete publicações internacionais, selecionadas como representativas da imprensa internacional por serem reconhecidas internacionalmente como “newspapers of record”. São elas: The Guardian (Reino Unido), The New York Times (Estados Unidos), El País (Espanha), Le Monde (França), Clarín (Argentina), Público (Portugal) e China Daily (China).

Artigos e comentários de autores convidados não refletem, necessariamente, a opinião da revista Interesse Nacional

Cadastre-se para receber nossa Newsletter