28 abril 2022

Vitória de Lula contra Moro, pressão de Bolsonaro na ONU, posição da América Latina na guerra e mais notas de interesse de 28 de abril de 2022

Uma seleção das principais notícias que interessam ao posicionamento internacional do Brasil na imprensa nacional e na mídia estrangeira. Lula x Moro – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conseguiu mais uma vitória em seu embate jurídico com o ex-juiz Sergio Moro. O Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) considerou […]

Uma seleção das principais notícias que interessam ao posicionamento internacional do Brasil na imprensa nacional e na mídia estrangeira.

Sala usada pelo Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra, Suíça.

Lula x Moro – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conseguiu mais uma vitória em seu embate jurídico com o ex-juiz Sergio Moro. O Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU) considerou que a condenação do petista por corrupção passiva e de lavagem de dinheiro em 2017, com sentença do então juiz federal Moro, foi injusta, porque o julgamento foi parcial (Metrópoles).

Bolsonaro x Lula – O governo de Jair Bolsonaro tentou impedir o julgamento de Lula pelo Comitê de Direitos Humanos da ONU. Em novembro, a representação do Brasil na organização argumentou que os recursos que o ex-presidente poderia apresentar à Justiça brasileira ainda não tinham sido todos esgotados. Além disso, o petista já estava solto e uma parte das sentenças contra ele tinham sido anuladas (Folha).

Abuso do solo – A superexploração do solo ameaça degradar uma superfície do tamanho da América do Sul em menos de três décadas, razão pela qual recuperar o uso sustentável das terras do planeta é questão de “sobrevivência”, alerta um relatório da ONU (O Globo).

Plano Safra – Subsídio para o Plano Safra se esgota e governo tenta contornar falta de recursos. Equipe econômica corre contra o tempo para abrir espaço no Orçamento a fim de bancar juros mais baixos no Plano Safra 2022/2023, principal fonte de crédito para os produtores (Estadão).

Educação de alto nível – O Brasil está entre os 10 países com mais universidades presentes no ranking de impacto global elaborado pela publicação britânica Times Higher Education (THE). São 48 instituições brasileiras na lista, que mede o comprometimento das universidades com a sustentabilidade (BBC News Brasil).

América Latina e guerra – Os países latino-americanos responderam à invasão russa da Ucrânia seguindo duas abordagens regionais tradicionais da ordem internacional. A maioria dos estados latino-americanos apoiou a Ucrânia usando uma tradição diplomática latino-americana que defende os princípios de não intervenção e autodeterminação. Uma minoria de países latino-americanos argumenta que a Rússia está respondendo legitimamente à expansão da OTAN. Eles justificam sua posição usando uma tradição diferente que rejeita o imperialismo ocidental. Brasil e México exemplificam a tensão entre ambas as abordagens. Diplomatas desses países condenam o uso da força militar pela Rússia, enquanto os presidentes são céticos em relação às ações ocidentais contra o governo Putin (War on the Rocks).


Daniel Buarque é editor-executivo do portal Interesse Nacional. Pesquisador no pós-doutorado do Instituto de Relações Internacionais da USP (IRI/USP), doutor em relações internacionais pelo programa de PhD conjunto do King’s College London (KCL) e do IRI/USP. Jornalista, tem mestrado em Brazil in Global Perspective pelo KCL e é autor de livros como "Brazil’s international status and recognition as an emerging power: inconsistencies and complexities" (Palgrave Macmillan), "Brazil, um país do presente" (Alameda Editorial), "O Brazil é um país sério?" (Pioneira) e "o Brasil voltou?" (Pioneira)

Artigos e comentários de autores convidados não refletem, necessariamente, a opinião da revista Interesse Nacional

Cadastre-se para receber nossa Newsletter