21 março 2023

iii-Brasil: Escândalo das joias de Bolsonaro é destaque na imprensa estrangeira

Reportagens publicadas por veículos da mídia internacional destacaram os presentes milionários recebidos pelo ex-presidente, dando visibilidade negativa à discussão sobre corrupção no Brasil

Reportagens publicadas por veículos da mídia internacional destacaram os presentes milionários recebidos pelo ex-presidente, dando visibilidade negativa à discussão sobre corrupção no Brasil

Por Daniel Buarque e Fabiana Mariutti*

iii-Brasil – de 13 a 19/3/2023

Visibilidade: 37 reportagens em 7 veículos analisados

Classificação das notícias:

49% Neutras

43% Negativas

8% Positivas

O escândalo das joias recebidas pelo ex-presidente Jair Bolsonaro tem recebido bastante atenção no resto do mundo, com a publicação de várias reportagens em diferentes veículos da imprensa internacional ao longo da última semana. A exposição do caso afeta diretamente a imagem do ex-presidente, mas também pode ter impacto negativo para a percepção do país como um todo, dado que dá visibilidade à discussão sobre corrupção no Brasil.

No total, foram registrados na terceira semana de março 37 textos com menção ao Brasil nos sete veículos analisados, volume bem abaixo da média semanal do Índice de Interesse Internacional (iii-Brasil). A maior proporção dos textos teve tom neutro (49%), o volume de menções positivas foi de 8% e o percentual dos textos com tom negativo foi de 43%. 

https://interessenacional.com.br/edicoes-posts/entenda-como-funciona-o-indice-de-interesse-internacional-monitoramento-de-noticias-sobre-o-brasil-no-exterior/

O escândalo teve destaque em quatro dos sete veículos de imprensa estrangeira analisados pelo iii-Brasil. 

“Um colar de diamantes, relógios e anéis: o escândalo das joias doadas pela Arábia Saudita põe Bolsonaro na corda bamba”, diz o título de reportagem publicada pelo espanhol El País. “As autoridades retêm um lote na alfândega e um tribunal ordena que o ex-presidente do Brasil devolva ao Estado vários presentes que levou ao deixar o cargo enquanto as críticas de aliados se intensificam porque ele ainda está nos EUA”, complementa. O francês Le Monde diz que “o ex-presidente é acusado de ter tentado entrar clandestinamente no país um conjunto da Chopard no valor de 3 milhões de euros, presente do governo saudita”.

O caso também teve destaque no português Público, que explica que as joias “foram apreendidas por funcionários da alfândega em Outubro de 2021, depois de terem sido encontradas na mochila de um assessor governamental. Várias pessoas ligadas a Bolsonaro tentaram, sem sucesso, recuperar as jóias da alfândega. Bolsonaro negou qualquer ato ilícito”. Segundo o argentino Clarín, Bolsonaro “é investigado por suspeita de ter importado ilegalmente joias com diamantes extremamente valiosos doadas pelo reino e tem cinco dias para devolver as que estavam em sua posse”.

Além do caso das joias, também teve destaque internacional o aniversário do assassinato da vereadora Marielle Franco. No Público, um artigo diz que “cinco anos depois do homicídio da activista e vereadora brasileira Marielle Franco, e do motorista Anderson Gomes, há muitas questões sem resposta. Persiste a dúvida: quem mandou matar Marielle?”. Já o El País publicou um perfil da ministra Anielle Franco tratando do legado de Marielle.

Também tiveram destaque negativo os ataques realizados por criminosos em várias cidades do Rio Grande do Norte. “A cidade brasileira de Natal e outras vinte cidades do estado do Rio Grande do Norte sofreram duas noites de ataques coordenados contra tribunais, delegacias de polícia, lojas e ônibus públicos no que as autoridades consideram uma luta iniciada por uma organização criminosa chamada Sindicato do Crime. A quadrilha, que controla algumas prisões, aparentemente está protestando contra as recentes operações policiais. Todos os que puderam permanecer confinados em casa, diz o El País.

Retrospectiva 

Desde o início de abril de 2022, o iii-Brasil coletou e analisou em média 70 reportagens por semana com menções de destaque ao país nos sete veículos de imprensa analisados. 

Ao longo do levantamento, o iii-Brasil registrou em média 49% de reportagens de tom neutro, 35% de menções com tom negativo e 16% de textos positivos sobre o país. 


*Daniel Buarque é editor-executivo do Interesse Nacional, pesquisador do pós-doutorado do IRI-USP, doutor em relações internacionais pelo programa de PhD conjunto do King’s College London (KCL) e do IRI/USP. É jornalista, tem mestrado em Brazil in Global Perspective pelo KCL e é autor dos livros “Brazil, um país do presente” (Alameda) e “O Brazil É um País Sério?” (Pioneira).

Fabiana Mariutti atua como pesquisadora, professora universitária e consultora; obteve pós-doutorado, doutorado e mestrado em Administração e bacharel em Comunicação Social. Estuda a imagem, reputação e marca Brasil desde 2010. Autora dos livros: “Country Reputation: The Case of Brazil in the United Kingdom: Four Stakeholders’ Perspectives on Brazil’s Brand Image(2017) e Country Brand Identity: Communication of the Brazil Brand in the United States of America (2013).


O Índice de Interesse Internacional (iii-Brasil) é uma análise da imagem do país realizada a partir de um levantamento sistemático de dados sobre notícias que mencionam o Brasil a cada semana em sete publicações internacionais, selecionadas como representativas da imprensa internacional por serem reconhecidas internacionalmente como “newspapers of record”. São elas: The Guardian (Reino Unido), The New York Times (Estados Unidos), El País (Espanha), Le Monde (França), Clarín (Argentina), Público (Portugal) e China Daily (China).

Artigos e comentários de autores convidados não refletem, necessariamente, a opinião da revista Interesse Nacional

Cadastre-se para receber nossa Newsletter