27 fevereiro 2024

iii-Brasil: Manifestação de apoio a Bolsonaro e polêmica diplomática chamam a atenção internacional

Protesto realizado em São Paulo no domingo foi tema de reportagens em jornais estrangeiros e voltou a destacar a discussão sobre a situação da democracia no país. Tensão gerada por declaração de Lula sobre Israel também foi abordada pela mídia internacional, mas com tom neutro

Protesto realizado em São Paulo no domingo foi tema de reportagens em jornais estrangeiros e voltou a destacar a discussão sobre a situação da democracia no país. Tensão gerada por declaração de Lula sobre Israel também foi abordada pela mídia internacional, mas com tom neutro

Por Daniel Buarque e Fabiana Mariutti*

iii-Brasil – de 19 a 25/2 de 2024

Visibilidade: 50 reportagens em 7 veículos analisados

Classificação das notícias:

62% Neutras

26% Negativas

12% Positivas

Dois temas relacionados à política doméstica e internacional do Brasil tiveram destaque na mídia estrangeira ao longo da última semana. Com uma abordagem mais negativa, reportagens descreveram as manifestações convocadas pelo ex-presidente Jair Bolsonaro a fim de demonstrar força política enquanto a Polícia Federal investiga uma suposta tentativa de golpe de Estado no fim do seu governo. Já a cobertura estrangeira sobre a polêmica diplomática em torno das declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve um tema mais neutro.

No total, foram registrados na quarta semana de fevereiro 50 textos com menção ao Brasil nos sete veículos analisados, volume abaixo da média semanal do Índice de Interesse Internacional (iii-Brasil). A maior proporção dos textos teve tom neutro, atingindo 62% da cobertura sobre o país. As menções negativas foram 26%, e as positivas apenas a 12%. 

https://interessenacional.com.br/edicoes-posts/entenda-como-funciona-o-indice-de-interesse-internacional-monitoramento-de-noticias-sobre-o-brasil-no-exterior/

“Jair Bolsonaro mostra sua popularidade em uma grande marcha contra acusações judiciais de ‘golpe’”, escreveu o jornal argentino Clarín. “O ex-presidente reuniu seus seguidores na emblemática Avenida Paulista, em São Paulo. Diante de uma multidão ele disse que ‘não se pode aceitar’ que adversários sejam retirados do cenário político”. 

No português Público, “Bolsonaro nega golpe, denuncia ‘perseguição’ e quer ‘passar uma borracha no passado’”, em referência à ideia de uma anistia política aos acusados de tentar um golpe de Estado.

O espanhol El País diz que “Bolsonaro volta ao olho do furacão: a Justiça brasileira o observa e ele mobiliza suas forças”. Segundo o jornal, “o ex-presidente perdeu poder político, mas ainda mantém redes e poderes”.

Em um artigo sobre a situação da democracia brasileira, o diário de Buenos Aires lembra que nas próximas semanas se completarão 60 anos do golpe militar no Brasil. “E parece que a política brasileira se prepara para lembrar disso recriando comportamentos semelhantes em outro contexto, jogando à beira do precipício”, diz.

O jornal espanhol também tratou da democracia brasileira em artigo, e criticou a ideia de anistia, defendendo punição para quem tenta dar um golpe. “Se Bolsonaro for finalmente responsabilizado pelas suas ações e oficiais militares de alta patente forem condenados por planejar um golpe, será uma mudança de paradigma para o Brasil”, diz.

Além da mobilização bolsonarista, a imprensa estrangeira deu bastante atenção à tensão diplomática gerada pelas declarações de Lula sobre a ação militar de Israel na Faixa de Gaza – que teve ainda mais destaque por conta da reunião do G20 no Rio de Janeiro. Ao contrário da cobertura majoritariamente crítica da imprensa brasileira, entretanto, o tom adotado no exterior foi mais neutro, com foco na descrição das trocas de farpas entre os dois países, sem um tom de crítica ao Brasil.

Neste contexto, chamou especialmente a atenção a cobertura do jornal americano The New York Times, que abordou da movimentação da política externa brasileira sob o prisma da perda de influência dos Estados Unidos, que são o único país de peso internacional a apoiar incondicionalmente o governo de Israel. 

Retrospectiva 

Desde o início de abril de 2022, o iii-Brasil coletou e analisou em média 59 reportagens por semana com menções de destaque ao país nos sete veículos de imprensa analisados. 

Ao longo do levantamento, o iii-Brasil registrou em média 49% de reportagens de tom neutro, 30% de menções com tom negativo e 21% de textos positivos sobre o país. 

——————

*Daniel Buarque é pesquisador no pós-doutorado do Instituto de Relações Internacionais da USP (ISI/USP), doutor em relações internacionais pelo programa de PhD conjunto do King’s College London (KCL) e do IRI/USP. Jornalista, tem mestrado em Brazil in Global Perspective pelo KCL e é autor de livros como Brazil’s international status and recognition as an emerging power: inconsistencies and complexities (Palgrave Macmillan), Brazil, um país do presente (Alameda Editorial) e O Brazil é um país sério? (Pioneira). É editor-executivo do portal Interesse Nacional.

Leia mais artigos de Daniel Buarque

Fabiana Mariutti atua como pesquisadora, professora universitária e consultora; obteve pós-doutorado, doutorado e mestrado em Administração e bacharel em Comunicação Social. Estuda a imagem, reputação e marca Brasil desde 2010. Interesse nas áreas de Place Branding e Public Diplomacy. Nomeada Place Brand Expert pelo The Place Brand Observer. Autora dos livros: “Country Reputation: The Case of Brazil in the United Kingdom: Four Stakeholders’ Perspectives on Brazil’s Brand Image(2017) e Country Brand Identity: Communication of the Brazil Brand in the United States of America (2013).


O Índice de Interesse Internacional (iii-Brasil) é uma análise da imagem do país realizada a partir de um levantamento sistemático de dados sobre notícias que mencionam o Brasil a cada semana em sete publicações internacionais, selecionadas como representativas da imprensa internacional por serem reconhecidas internacionalmente como “newspapers of record”. São elas: The Guardian (Reino Unido), The New York Times (Estados Unidos), El País (Espanha), Le Monde (França), Clarín (Argentina), Público (Portugal) e China Daily (China).

Artigos e comentários de autores convidados não refletem, necessariamente, a opinião da revista Interesse Nacional

Cadastre-se para receber nossa Newsletter