28 fevereiro 2023

iii-Brasil: Tragédia no litoral de SP ofusca cobertura do carnaval na imprensa estrangeira

Um terço das notícias sobre o país na mídia internacional durante a semana teve como foco a destruição deixada pelas chuvas em São Paulo, três vezes mais do que o espaço dado ao carnaval, o que consolidou uma cobertura tímida e com pouca visibilidade sobre a festa que é símbolo da imagem do Brasil

Um terço das notícias sobre o país na mídia internacional durante a semana teve como foco a destruição deixada pelas chuvas em São Paulo, três vezes mais do que o espaço dado ao carnaval, o que consolidou uma cobertura tímida e com pouca visibilidade sobre a festa que é símbolo da imagem do Brasil

Por Daniel Buarque e Fabiana Mariutti*

iii-Brasil – de 20 a 26/02/2023

Visibilidade: 59 reportagens em 7 veículos analisados

Classificação das notícias:

54% Neutras

14% Negativas

32% Positivas

A cobertura da tragédia causada pelas fortes chuvas no litoral norte de São Paulo ofuscou a publicação de reportagens sobre o carnaval na imprensa estrangeira ao longo da última semana de fevereiro de 2023. No total, a destruição das chuvas que causaram mais de 60 mortes teve quase três vezes mais espaço na mídia internacional do que a tradicional festa que é uma das principais marcas da imagem do país. Foram 19 notícias sobre a destruição deixada pelas chuvas em SP e somente 7 sobre carnaval.

No total, foram registrados na última semana de fevereiro 59 textos com menção ao Brasil nos sete veículos analisados, volume abaixo da média semanal do Índice de Interesse Internacional (iii-Brasil). A maior proporção dos textos teve tom neutro (54%) –o que inclui a maioria da cobertura sobre as chuvas em SP–, o volume de menções positivas foi de 32% da cobertura, e o percentual dos textos com tom negativo foi de 14%. 

https://interessenacional.com.br/edicoes-posts/entenda-como-funciona-o-indice-de-interesse-internacional-monitoramento-de-noticias-sobre-o-brasil-no-exterior/

A tendência registrada nos dados coletados a partir da segunda-feira de carnaval confirmou o que se percebia na semana anterior, quando registrou-se uma baixa na visibilidade internacional do carnaval. A imprensa estrangeira deu pouco destaque a notícias sobre a festa, e a maioria delas teve enfoque em questões ligadas à política e questões como democracia e meio ambiente. 

O jornal britânico The Guardian, por exemplo, destacou as homenagens a Dom Phillips e Bruno Araújo Pereira, enquanto o francês Le Monde ressaltou que a festa foi marcada pela volta da alegria após a pandemia e o fim do governo de Jair Bolsonaro.

https://interessenacional.com.br/edicoes-posts/daniel-buarque-o-carnaval-ofuscado-e-a-oportunidade-para-mudar-a-imagem-internacional-do-brasil/

Um terço das menções ao país nos veículos de imprensa estrangeira analisados no período tratou da destruição deixada pelas chuvas no litoral paulista. A maior parte dos textos teve tom informativo e factual, sem uma abordagem que pudesse ter influência negativa sobre a imagem do país. Alguns textos pontuais, entretanto, focaram nos problemas sociais e políticos associados à tragédia, como um texto no Público. Outro texto foi sobre o roubo de cargas destinadas a apoiar a região afetada, destacada pelo Guardian. Também, um tom positivo foi visto em notícias sobre a parceria entre governo federal e estadual, apesar das divergências partidárias, como em dois textos do Clarín — um deles  intitulado “Milagre Político no Brasil” e outro com foco na sintonia colaborativa entre os dois políticos em prol das soluções emergenciais aos afetados no desastre ambiental. 

Além do carnaval e das chuvas em SP, outro assunto de grande destaque (negativo) na imprensa internacional no período foi o registro de caso de doença da vaca louca no país. A notícia foi registrada pelo jornal espanhol El País, por exemplo, que explica que o Brasil teve que interromper as exportações de carne à China por conta do caso. O jornal Clarín publicou vários textos sobre o caso, noticiando a situação do Brasil, analisando a possibilidade de o caso criar tensão para toda a região e analisando como ele poderia influenciar a situação dos produtores argentinos.

Retrospectiva 

Desde o início de abril de 2022, o iii-Brasil coletou e analisou em média 72 reportagens por semana com menções de destaque ao país nos sete veículos de imprensa analisados. 

Ao longo do levantamento das últimas 46 semanas, o iii-Brasil registrou em média 49% de reportagens de tom neutro, 35% de menções com tom negativo e 16% de textos positivos sobre o país. 


*Daniel Buarque é editor-executivo do Interesse Nacional, doutor em relações internacionais pelo programa de PhD conjunto do King’s College London (KCL) e do IRI/USP. É jornalista, tem mestrado em Brazil in Global Perspective pelo KCL e é autor dos livros “Brazil, um país do presente” (Alameda) e “O Brazil É um País Sério?” (Pioneira).
Fabiana Mariutti atua como pesquisadora, professora universitária e consultora; obteve pós-doutorado, doutorado e mestrado em Administração e bacharel em Comunicação Social. Estuda a imagem, reputação e marca Brasil desde 2010. Autora dos livros: “Country Reputation: The Case of Brazil in the United Kingdom: Four Stakeholders’ Perspectives on Brazil’s Brand Image(2017) e Country Brand Identity: Communication of the Brazil Brand in the United States of America (2013).


O Índice de Interesse Internacional (iii-Brasil) é uma análise da imagem do país realizada a partir de um levantamento sistemático de dados sobre notícias que mencionam o Brasil a cada semana em sete publicações internacionais, selecionadas como representativas da imprensa internacional por serem reconhecidas internacionalmente como “newspapers of record”. São elas: The Guardian (Reino Unido), The New York Times (Estados Unidos), El País (Espanha), Le Monde (França), Clarín (Argentina), Público (Portugal) e China Daily (China).

Artigos e comentários de autores convidados não refletem, necessariamente, a opinião da revista Interesse Nacional

Cadastre-se para receber nossa Newsletter