Lula, a Rússia, a Ucrânia e a Otan

Fausto Godoy 18 abril 2023

Presidente brasileiro tem sido criticado por salientar o compartilhamento da culpa –e da responsabilidade– entre os dois países vizinhos na guerra. Para embaixador, nas relações internacionais nada é preto ou branco absoluto e, apesar de o conflito ocorrer longe da realidade brasileira, pode haver sentido em ver influência da aproximação entre Ucrânia e Otan na tragédia que ocorre na Europa

Mandado de prisão do TPI contra Vladimir Putin: um grande dilema para a África do Sul

Daniel Buarque 05 abril 2023

Convidado para participar da Cúpula dos BRICS, tribunal diz que Putin deveria ser preso ao chegar ao país, mas medida afetaria as importantes relações entre Rússia e países africanos. Governo de Pretória pretende equilibrar cuidadosamente suas obrigações com o TPI, responsabilidades domésticas e suas relações historicamente amistosas com a Rússia

Maria Auxiliadora Figueiredo: Uma nova Guerra Fria na África?

Daniel Buarque 05 abril 2023

Estados Unidos e Rússia ampliam a tentativa de influenciar e ganhar espaço entre os países africanos, a exemplo de rivalidade do passado. Para embaixadora, governos africanos têm dificuldade em tomar partido na disputa de poder e não têm interesse em alinhamento a nenhum dos dois lados

Xi Jinping em Moscou: rumo a um bloco sino-russo contra o Ocidente?

Daniel Buarque 28 março 2023

Viagem do chinês à Rússia foi uma contundente afirmação de seu apoio a Vladimir Putin em um momento crítico da guerra na Ucrânia, lembrando ao mundo que o eixo sino-russo é sólido. Para especialista, entretanto, a aliança também é marcada por desconfiança recíproca, rivalidade aberta e até competição acirrada

Renato L. R. Marques: Discurso sobre a questão ucraniana

Daniel Buarque 17 março 2023

Um ano depois da invasão da Ucrânia pela Rússia, é preciso analisar o que levou ao ataque e buscar entender os caminhos para o fim do conflito

Rubens Barbosa: A proposta chinesa para encerrar a guerra na Ucrânia

Rubens Barbosa 24 fevereiro 2023

Documento menciona itens de claro interesse da China e também reitera pedido de que ambos os lados retomem o processo de negociações visando a paz. Embora possa ser vista como uma contribuição ao esforço para criar condições para a retomada das conversações, proposta não terá impacto no contexto do prolongamento do conflito, pois trata apenas indiretamente dos temas mais sensíveis de interesse dos dois lados.

O plano de Putin para impedir que a Ucrânia se virasse para o Ocidente falhou – Pesquisa mostra que o apoio à Otan está no nível mais alto de todos os tempos

Daniel Buarque 17 janeiro 2023

A invasão russa da Ucrânia foi um fiasco militar e acelerou o alinhamento ucraniano com as instituições euroatlânticas – especialmente a Otan. Dados revelam as mudanças de atitudes das mesmas pessoas antes e depois da invasão e indicam que os ucranianos que antes viam seu futuro voltado para a Rússia agora estão cada vez mais olhando para o Ocidente 

Por que os regimes autocráticos realizam tantas eleições?

Daniel Buarque 22 dezembro 2022

A democracia nunca pode ser reduzida a eleições, mesmo quando estas são ‘livres’, explica a pesquisadora Marion Bourbon, pois o voto pode se tornar o melhor aliado do poder autoritário, como mostra o exemplo da Rússia contemporânea

A ameaça nuclear de Putin segundo a teoria dos jogos

Daniel Buarque 26 outubro 2022

A invasão da Ucrânia se transformou em um fiasco para Putin, que ameaça reagir usando armas nucleares. Para o matemático J. Guillermo Sánchez, aplicar a teoria dos jogos cooperativos ao atual conflito levaria a uma negociação com a Rússia e a concessões para evitar uma escalada do conflito e do risco de destruição mútua assegurada

Biden diz que os EUA não querem uma nova Guerra Fria, mas alguns sinais indicam que o país pode querer isso

Daniel Buarque 17 outubro 2022

Observadores de política externa estão cada vez mais enquadrando a relação entre os EUA, de um lado, e Rússia e China, do outro, como uma “Guerra Fria” na qual os países devem escolher lados. Para o professor Gregory A. Daddis, o confronto apresentou vantagens e oportunidades para os EUA, e o país poderia admitir que realmente sente dele

Cadastre-se para receber nossa Newsletter